domingo, 7 de dezembro de 2014

Chapada Diamantina Dia 2: Serra das Paridas, Cachoeira do Mosquito e Morro do Pai Inácio

Vista de cima do Morro do Pai Inácio

Existe algo melhor que acordar ao som dos pássaros? Sim, existe... é acordar ao som dos pássaros em plena Chapada Diamantina.
Acordamos na Pousada Rio de Sol, tomamos um bom café da manhã, tudo preparado na própria cozinha e com direito até mesmo a tapioca preparada de acordo com o gosto do cliente. Êêê vida difícil... rsrsrsr
Claro que antes do horário combinado para sairmos com o grupo ainda fomos dar uma volta no centrinho de Lençóis, pois a pousada fica a apenas 5 minutos de lá... então fomos bater perna!!!
Com o grupo reunido, foi distribuído pela equipe de apoio da empresa o lanche/almoço, incluindo suco natural e água.
Devidamente abastecidos com nossos lanches...rsrsr...embarcamos em uma van para o nosso primeiro destino do dia: Serra das Paridas, sítio arqueológico localizado no próprio município de Lençóis, há uns 30 minutos de carro do centro da cidade e de onde temos uma visão bem legal da Chapada.
Vista do alto da Serra das Paridas

Serra das Paridas

O Complexo Arqueológico da Serra das Paridas foi descoberto muito recentemente, apenas em 2005, após um grande incêndio na região que 'abriu' boa parte da mata, descortinando o local que os nativos chamavam de “pedra escrevida”. 
Base de chegada do Complexo da Serra das Paridas
Complexo da Serra das Paridas


O Complexo todo é formado por 18 sítios arqueológicos que ainda estão em fase de datação e pesquisas, e nele são encontradas diversas pinturas rupestres cujas figuras representam, basicamente, diversos animais, pessoas e outras representações a serem interpretadas por cada um. 

Visão de onde estão localizadas parte das Pinturas da Serra das Paridas

Dentre as pinturas encontradas nos deparamos com o E.T. do filme do Steven Spielberg... rsrsrs...isso mesmo o E.T.... vejam com seus próprios olhos e comprovem que o E.T. foi desenhado há muitos e muitos anos na Chapada Diamantina...rsrsr
 No centro da imagem o E.T. e outras pinturas da Serra das Paridas
A figura do  E.T. do Spielberg

Há quem diga que se trata de uma representação de uma preguiça gigante, espécie que vivia ali muuuuito antigamente... mas olhem bem, é ou não é o E.T. do Spielberg... rsrsrsrs... e para completar a equipe de astros da TV, encantramos o Sid do desenho A Era do Gelo.
Olhem o Sid do filme A Era do Gelo

O nome Serra das Paridas deve-se ao fato de que entre as figuras humanas representadas nas gravuras existe diversas representações que se assemelham a mulheres 'paridas' e de cócoras prestes 'a parir'.
Na entrada do complexo há, também, a opção de comprar diversos quadros feitos artesanalmente com pedras da região e nos mais diversos tamanhos, todos com representações similares às figuras encontradas nas Paridas.
Visão geral do acesso à Serra das Paridas e da sua base para visitação

Em seguida partimos para a Cachoeira do Mosquito, que recebeu esse nome não pelos insetos que costumam pentelhar os visitantes, mas porque 'mosquitos' é como são conhecidos os diamantes de tamanho bem pequenos e não tão valorizados. Por aí, novamente, temos certeza que a origem do nome Chapada Diamantina não foi à toa.
O acesso ao local é de fácil/média dificuldade e após trilhas e escadas chegamos à linda cachoeira. 
Trilha para a Cachoeira do Mosquito
Chegando à Cachoeira do Mosquito
Aproveitando a Cachoeira do Mosquito



Cachoeira do Mosquito

Por ali mesmo, almoçamos o nosso lanche (fornecido pela empresa que contratamos) e nos refrescamos na gelada cascata. Muito refrescante e revigorante para subirmos o cânion na volta; e do mirante, já na parte de cima, tivemos uma outra noção da beleza do lugar.
Belezas do caminho




Cachoeira do Mosquito vista do mirante

O destino agora era um dos mais aguardados e mais fotografados quando se fala em Chapada Diamantina: partimos para o Morro do Pai Inácio!!!
Na estrada, e pouco antes de chegar ao Morro do Pai Inácio, do lado esquerdo, já avistamos a conhecida composição dos Morros 3 Irmãos (um ao lado dos outros), composição que só é vista desse ângulo. Então, preparem as máquinas fotográficas.
Vista dos 3 irmãos de dentro da van

























Paramos para um lanche e reabastecimento de água em uma lanchonete com ótima visão do Morro do Camelo e aos pés do Morro do Pai Inácio, e já tivemos uma noção da sua dimensão e o que nos aguardava de subida... rsrsrsr (1120 metros de altitude).

Vista do Morro do Camelo

Calma...esse não foi um passeio cansativo...seguimos de carro por um bom aclive margeando o Morro e paramos na sua base, bem mais próximo de seu cume e onde efetuamos o pagamento pelo acesso (que no nosso caso já estava incluído no pacote). Após uma trilha curta, finalizada em uns 15 minutos de subida moderada, nos deslumbramos com a paisagem espetacular, com uma visão magnífica da Chapada Diamantina.
Em primeiro plano, o Morro do Camelo, agora de cima do Morro do  Pai Inácio

O final do dia é o horário ideal para esse passeio: o clima nesse horário é mais ameno e a luz solar incidindo nas encostas dos morros é indescritível e, como um presente da natureza, aprecia-se o pôr do sol mais incrível e concorrido de toda a Chapada. Só indo mesmo para conseguir experimentar as sensações, de qualquer forma seguem algumas imagens para tentar demonstrar o que vimos e sentimos.
Vista de cima do Morro do  Pai Inácio
Todo o grupo reunido em cima do Morro do Pai Inácio


Assim que o sol se põe no horizonte, começamos nossa descida e, ainda com os últimos resquícios de claridade, chegamos à base do morro no estacionamento.
E partimos para Lençóis.
Lembrando que ainda tínhamos que arrumar as malas e nos prepararmos para no dia seguinte seguirmos de mala e cuia para nosso próximo destino: Vale do Capão.
Nosso grupo era composto por 13 pessoas das mais diversas regiões do Brasil e desconhecidas entre si, mas a essa altura já éramos um grupo bem coeso e divertido, assim, após o banho e antes do ronco, parte do grupo ainda se reuniu em um dos restaurantes do centro de Lençóis para jantarmos, nos conhecermos um pouco melhor e jogarmos conversa fora.
Parte do grupo no centro de Lençóis

Dia seguinte, Partindo pra Viagem: Vale do Capão... que foi muito legal, não percam os próximos post's!
Abraços

Partindo pra viagem 
 
Pôr do Sol de cima do Morro do Pai Inácio: Inesquecível


Um comentário: